Trate o mundo com gentileza e ele lhe trará tulipas brancas no café da manha.


"Trate o mundo com gentileza e ele lhe trará tulipas brancas no café da manha."

Quando escutei essa frase , senti um arrepio na espinha.

Como alguém pode resumir em tão poucas palavras uma vida inteira? Isso é sabedoria. Definitivamente.

Em uma frase algo que acredito mais que o poder do salto alto ( e vcs sabem que o salto alto é minha igreja).

E ai não estou analisando nem o fato de adorar tulipas, especialmente as brancas. Não.

Tratar o mundo com gentileza é uma coisa que faz tempo que não vejo. As pessoas andam tão amargas com sua vida! Tratando o outro com uma grosseria e uma rudeza impressionante! Eu fico pasma!

O que me deixa ainda mais horrorizada é que elas preferem como vitima aqueles que consideram que "estão por baixo" , traduza-se: quem tem menos grana , funcionários, alunos , aqueles onde essa gente acha que "pode".

Então ai a delicadeza desaparece completamente. Pessoas insatisfeitas com suas vidas adoram pisar em outras e, preferencialmente, naquelas que não estão a altura para brigar de igual para igual.

Antes tomava as dores, ficava indignada, queria comprar a briga e dizer: ok, então vamos lutar no mesmo nível de saltos.

Mas isso era no tempo em que era não tinha percebido que o maior mau que essas pessoas fazem são a si mesmas.

É o mundo é sábio, por isso gira por ai a tanto tempo.

É óbvio que quem trata seus funcionários de forma indigna vai ser o primeiro a ser boicotado por esses próprios funcionários.

É óbvio que aquele que fecha outros no transito , fura filas, não da passagem a um velho, não tem postura de vida, comemora com champagne a desgraça alheia, vai ser o primeiro a receber do mundo essa mesma rudeza.

Se não fosse burrice agir assim, seria no mínimo de péssimo gosto.

Eu sou absolutamente viciada em agir com gentileza com o mundo.

Adoro mandar flores , amo lembrar o dia do aniversário, escrever cartões postais e cartas , longas cartas, que vão por correio, pelo prazer de colar um selo escolhido especialmente.Adoro conversar com velhos , pedir com licença , entregar a ultima bolacha do pacote a um desconhecido. Ou ainda ceder a minha vez quando tenho mais tempo, fazer um elogio sempre, agradar aqueles que do mundo só esperam rudeza.

É uma delicia agir assim e de brinde, ainda ganho do mundo tulipas brancas no café da manha.

Preciso confessar: Não tem salto alto que me de este prazer.

2 comentários:

Rê Lopes disse...

Nossa isso foi uma lição de vida NA!Bjão!

Rafa disse...

Que neorotica que nada, você ta mais para filosofa!