O que não odeio ou amo virou cadeira.

Ja me falaram que sou de extremos. Durante muito tempo tentei evitar isso, tentei ser comedida , tentei ter o tal do "meio termo" . Ate que um dia descobri que odeio o meio termo, odeio meias medidas, odeio pessoas sem posição e sem postura.

Então ao tentar ser mais "comedida" estava simplesmente me odiando. Dai resolvi deixar pra la , esquecer os meios termos e me assumir assim. Tem gente que gosta, tem gente que detesta e sinceramente: o que eu tenho haver com isso?

Mas tambem isso não significa que deixei de pensar. Simplesmente tem horas que deixo pra lá e concordo com abobrinhas tão ridiculas que da vontade de chorar. É que na verdade decidi que meu odio ou amor tem que ser dirigidos, quando não vale a pena nem amar , nem odiar, vira uma cadeira.

Nossa depois que começei a ver assim eu me toquei a quantidade de cadeiras que circulam pelo mundo , passeando em suas quatro pernas. E elas querem ser levadas a sério! Eu , que não sou uma cadeira, já não me levo nem um pouco a sério, agora pra que eu vou escutar o que uma cadeira diz?

E não é ignorar não , porque ignorar da trabalho. Ignorar exige que você faça uma analise do que esta sendo dito , por quem e se tem alguma logica....ui...muito trabalho e eu to tentando não pensar muito em nada a fundo.

Portanto cadeiras , quando viram cadeiras, são como cadeiras. Não são invisiveis , mas me desvio para não bater o pé nem quebra-las. Cadeiras não mudam mesmo você amando-as ou odiando-as, elas vão continuar lá , com quatro pernas grudadas ao chão, sem a minima mobilidade, da mesma cor enfadonha por que afinal, SÂO CADEIRAS!

Então pra que vou gastar meu tempo com elas? tive 15 , tentei mudar o mundo . Mas, para bem ou para mau, envelheci. E hoje já não tenho mais saco. Deixo isso para a próxima geração de 15 enquanto eles ainda tiverem 15 e acreditarem em um mundo melhor.

Estou mais amarga, mais sem saco e cada vez ficando pior. Mas isso me deu uma liberdade tão grande que não esperam mais de mim meias palavras. E sou fiel aos meus amores e aos meus ódios ate o fim. Defendo os que eu gosto com unhas , dentes e patas.

aqueles que odeio estou em uma fase mais zen ( ou preguiçosa , como queiram) não vou mais atrás procurando vingança......agora..... caiu na rede ,dançou.Sem perdão.

Não sou uma garota de tão bom coração assim, definitivamente.

2 comentários:

Paula disse...

E você esperava o que ou vc é neorotica ou é boazinha! Viva a mulherada ruimmmmmmmmmmm!!!!!

Anônimo disse...

Ninguem aguenta mais esse povo chato! Abaixo aos cor de rosas!